Alcinopolis. Quinta-feira, 18 de Outubro de 2018. Bom Dia!

Bastidores

Corintiano fanático, bombeiro de MS ganha na Justiça sobrenome de ex-patrocinador do time

Apelido veio na infância, quando menino ganhou camiseta do time do coração e vivia com ela. Durante audiência, cinco testemunhas confirmaram versão e decisão foi favorável.

 

  Menino ganhou camiseta do time do coração e nome do ex-patrocinador se tornou apelido dele — Foto: Thiago Kalunga/Arquivo Pessoal

Menino ganhou camiseta do time do coração e nome do ex-patrocinador se tornou apelido dele — Foto: Thiago Kalunga/Arquivo Pessoal

A camiseta ficou enorme no corpo franzino daquele menino de 10 anos, que vivia entre os amigos na década de 90. Mesmo assim, desde que ganhou,

não queria vestir outra coisa. Além do time do coração, Corinthians, tinha o nome da patrocinadora na época: Kalunga. O nome estampado,

entre o preto e branco, virou o apelido de Thiago Silva Pereira, atualmente com 35 anos. E após tantos imprevistos e confusões com o próprio nome,

ele decidiu entrar com processo e ganhou, na Justiça, o direito de incorporar Kalunga ao sobrenome.

"Eu ganhei a camiseta e queria usar ela o tempo inteiro, muitas vezes nem lavava, sabe como é muleque. E um amigo falava: vem aqui o Kalunga.

No outro dia, olha aí o Kalunga. E assim eu ganhei o apelido aos poucos. Depois, quando houve aquele boom da internet,

eu também comecei a me identificar como Thiago Kalunga e fiquei muito conhecido desta maneira", afirmou ao G1 Thiago.

O pai, o jornalista aposentado Arlindo Floretino, de 62 anos, diz que o garoto usava a camiseta durante o dia. Ao chegar em casa, no final de tarde, a avó tinha que lavar porque ele não queria vestir outra coisa. "Ele era apaixonado pelo time e por aquela camiseta. Lá tinha o Kalunga bem grande escrito e acabou virando o apelido dele. Aliás, foi uma das camisetas mais famosas do clube, quando ganhou o campeonato brasileiro", disse.

 

Confusão com homônimos

 

No entanto, com três nomes comuns, Thiago, Silva e Pereira, o sargento do Corpo de Bombeiros disse que já teve muitos problemas.

"Os homônimos vão desde pessoas presas, com antecedentes criminais e até gente devendo pensão alimentícia. Tudo isso assusta, em um primeiro momento.

Teve até uma situação em que minha esposa ficou com uma procuração para comprar casa e, resolvendo a parte burocrática,

foi pegar uma certidão e achou pendência. Depois, ao averiguar direito, viu que era de outra pessoa", comentou.

 
Thiago Kalunga é o primeiro da esquerda, atuando na Força Nacional — Foto: Reprodução/FacebookThiago Kalunga é o primeiro da esquerda, atuando na Força Nacional — Foto: Reprodução/Facebook

Thiago Kalunga é o primeiro da esquerda, atuando na Força Nacional — Foto: Reprodução/Facebook

Atuante no Parque dos Poderes, em Campo Grande, ele diz que também foi chamado para atuar na Força Nacional. "Eu fui cedido e nunca consegui pegar certidões on-line,

porque sempre tinha algum problema. Então, tem uns 5 anos que fiquei pensando em entrar com o processo de adição de apelido público notório e conhecia alguns casos de famosos,

como a Xuxa, o Pelé e o Lula, por exemplo. Minha irmã é advogada, tinha me contado estas histórias e me ajudou no processo".

Conforme o sargento, o Ministério Público pediu uma audiência para comprovar o apelido, em 2017. "Eu levei cinco amigos, em 2017.

Lá o juiz percebeu que realmente eu era conhecido por este apelido e que meu nome também era muito comum.

O resultado foi favorável e saiu em abril deste ano. Já a publicação oficial ocorreu na semana anterior e me deixou muito feliz", ressaltou.

 
Bombeiro fez publicação ressaltando que apelido de criança foi incorporado ao nome dele em MS — Foto: Redes sociais/ReproduçãoBombeiro fez publicação ressaltando que apelido de criança foi incorporado ao nome dele em MS — Foto: Redes sociais/Reprodução

Bombeiro fez publicação ressaltando que apelido de criança foi incorporado ao nome dele em MS — Foto: Redes sociais/Reprodução

A advogada da área empresarial, Hanna Pereira Issa, de 30 anos, fala que o processo foi tranquilo. "Ele sempre precisa apresentar renovação,

até mesmo por ser atuante na Força Nacional, então queria resolver logo esta situação. Aí eu lembrei da ação de retificação do nome,

ressaltando do antigo apelido dele. Nestes casos, muita gente entra de má fé afim de lesionar credores, mas, o juiz ficou convencido que ele teria o Kalunga desde pequeno,

além dos homônimos e então deu certo, tendo como resultado a averbação no cartório acrescentando o apelido", explicou.

Thiago ainda relembrou que a mãe ressaltou um personagem de novela chamado Thiago. "Ela dizia que ele era muito querido, então de 1980 a 1984 teve muita gente que nasceu e ganhou este ano.

Além disto, ainda é bíblico. Daí, o Kalunga então veio para diferenciar um pouco, agora oficialmente, aquilo que já era de conhecimento de muita gente", finalizou.

 
Bombeiro de MS ao lado do goleiro do Corinthians, Cássio — Foto: Redes sociais/ReproduçãoBombeiro de MS ao lado do goleiro do Corinthians, Cássio — Foto: Redes sociais/Reprodução

Bombeiro de MS ao lado do goleiro do Corinthians, Cássio — Foto: Redes sociais/Reprodução

Graziela Rezende, G1 MS

Publicidade

Não deixe de ler


Nas Galerias de Fotos
  • Leilão em Prol do Hospital de Amor - Barretos-SP Leilão em Prol do Hospital de Amor - Barretos-SP
  • Palestras: 3º Seminário da Pecuária de Corte. Palestras: 3º Seminário da Pecuária de Corte.
  • 1ª Exposição Fotográfica das Famílias Pioneiras. 1ª Exposição Fotográfica das Famílias Pioneiras.
  • Cafundó: Trilheiros de Alcinópolis Cafundó: Trilheiros de Alcinópolis
  • Enlace matrimonial Enlace matrimonial "Chicão & Meire"
[+] Galerias de Fotos
Publicidade