www.alcinopolis.com

Paróquia dá exemplo e resolve abolir bebida alcoólica de todos as festas do ano

Paróquia dá exemplo e resolve abolir bebida alcoólica de todos as festas do ano


Publicado em: 11/06/2018 por alcinopolis.com

Paróquia dá exemplo e resolve abolir bebida alcoólica de todos as festas do ano

 

Thaís Pimenta
Padre Aldir foi quem sugeriu a mudança em prol de mais amor e menos violência entre as famílias. (Foto: Thaís Pimenta)Padre Aldir foi quem sugeriu a mudança em prol de mais amor e menos violência entre as famílias. (Foto: Thaís Pimenta)

Se a religião tem a saúde da família como uma das preocupações, porque as igrejas seguem vendendo álcool nos eventos que promovem? Foi durante período de questionamentos sobre essa contradição que o Padre Aldir, da Paróquia São João Bosco decidiu que todas as festas organizadas pela igreja neste ano não teriam venda de nenhum tipo de bebida alcoólica.

A violência em sua diversas formas é o tema da Campanha da Fraternidade de 2018, e isso foi fundamental para a paróquia perceber que é justamente o álcool o gatilho causador de atos violentos dentro do núcleo familiar e também entre amigos. ''É essa substância que muitas vezes faz o amor ficar adormecido e a violência aflorar, seja em um churrasco dentro de casa ou em uma festa católica dentro da Paróquia'', diz.

 

A luta contra a dependência química também falou alto. ''Imagine se você é um dependente químico em processo de tratamento e, convidado pela família, vem até uma festa nossa. Aqui você se depara com a venda de uma cervejinha e, mesmo que o dependente consiga se controlar, ele ficará com aquilo na cabeça pelo resto do dia, com a vontade, e isso é injusto com eles. Queremos ser um lugar em que eles virão sem receio''.

Mesmo que a São João Bosco não tenha ligação direta com grupos como o AA (Álcoolicos Anônimos), o padre Aldair se sente responsável pelas creches da Paróquia, pelos alunos do Colégio Dom Bosco e pelos próprios paroquianos. ''Eu não tenho um grupo específico de pessoas em tratamento, mas sei que dentro desses grandes grupos que atendemos podem haver casos de alcoolismo, por exemplo''.

Festa de Nossa Senhora Auxiliadora, em maio, foi a primeira sem venda de álcool na paróquia. (foto: Acervo Pessoal)Festa de Nossa Senhora Auxiliadora, em maio, foi a primeira sem venda de álcool na paróquia. (foto: Acervo Pessoal)

Durante as missas, a conversa também é franca com os fiés ''Eu venho dizendo que nós não precisamos de uma substância que nos embriague para nos divertir. Precisamos dos nossos amigos e da família para isso. Entorpecentes que nos tiram do estado normal podem ser ruins em diversos aspectos''.

Até agora a paróquia já realizou cinco eventos e, desde o primeiro, que foi a festa de Nossa Senhora Auxiliadora, em maio, Aldir tem recebido elogios e agradecimentos diretos por conta da atitude tomada. ''Tem mulheres que me agradeceram dizendo que seus maridos ficam agressivos quando bebem e que dessa forma puderam ter um momento em paz em família, por exemplo''.

De quebra, sem a venda de álcool, o consumo de comida aumentou.  ''O pessoal tem comido bem mais e isso é mil vezes melhor do que consumir uma cervejinha''.

O próximo encontro da igreja será o Baile dos Namorados, na terça-feira, e sem nada de álcool. ''Será um jantar com todas as bebidas lícitas inclusas'', brinca o padre. Para participar é preciso desembolsar R$ 75.00, e ainda há convites.

CAMPO GRANDE NEWS